Lodo do 13º Fórum de Governadores da Amazônia

 Notícias

Segurança Pública na Amazônia Legal será debatida durante Fórum de Governadores

Segurança fluvial será um dos temas debatidos entre os governadores da Amazônia Legal

Segurança fluvial será um dos temas debatidos entre os governadores da Amazônia Legal

A Segurança Pública na Amazônia Legal será discutida no Fórum de Governadores, cuja 13ª edição ocorre esta semana em Macapá. Será a primeira vez que o tema vai ser debatido por governantes dos oito estados que compõem a Amazônia Legal.

O evento ocorre nos dias 26 e 27 de janeiro, quinta e sexta-feira, respectivamente. De acordo com a programação, no dia 26, ocorrem as discussões técnicas entre os secretários estaduais de Meio Ambiente, Educação, Saúde, Segurança Pública, Assistência Social, e gestores da Infância e Adolescência. Eles irão se reunir em encontros fechados na Escola de Administração Pública (EAP) e na Residência Oficial do Governo do Amapá.

Já no dia 27, sexta-feira, no Ceta Ecotel, em Fazendinha, os governadores Waldez Góes (AP), Simão Jatene (PA), José Melo (AM), Flávio Dino (MA), Tião Viana (AC), Marcelo Miranda (TO), Pedro Taques (MT), Confúcio Moura (RO), e a governadora Suely Campos (RR) vão se reunir para debater e formatar, a partir das propostas decididas no dia 26, a carta do Amapá. O documento conterá as principais reivindicações e pautas conjuntas dos estados da Amazônia Legal. Ele será encaminhado ao Palácio do Planalto.

A pauta específica de segurança pública, que pela primeira vez entra no foco das discussões do Fórum, foi encabeçada pelo governador amapaense. De acordo com ele, no dia 26 ocorrerá a reunirão dos secretários de Segurança Pública, comandantes das Polícias Militares e delegados gerais de Polícia Civil, além de outros profissionais do setor.

“É um tema novo dentro do Fórum, mas um problema que perpassa por todos os estados amazônicos. Eu mesmo já havia conversado com outros governadores da necessidade de se trabalhar este tema mais em conjunto e agora o Amapá estará puxando essas discussões”, analisa Waldez Góes.

Entre os principais assuntos do setor, serão debatidos temas sobre: sistemas prisionais, crime organizado, segurança nas fronteiras e segurança fluvial.

“Na Segurança Pública, existem alguns problemas que são comuns aos estados. A segurança fluvial é um deles, nós temos navios de carga e de passageiros que circulam entre vários estados da Amazônia, podemos pensar numa política conjunta, por exemplo, para atacar esse problema. Nas últimas semanas, Amazonas e Roraima, por exemplo, enfrentam crises no sistema prisional, assunto que tomou as discussões em todo país. Então, este é um tema que nós iremos tratar no Fórum”, exemplificou o governador.