Lodo do 13º Fórum de Governadores da Amazônia

 Notícias

Maior interação entre os Bombeiros da Amazônia é destaque durante encontro

Comandante do Corpo de Bombeiros do Amapá, Vagner Coelho, destacou a maior proximidade entre os comandos

Comandante do Corpo de Bombeiros do Amapá, Vagner Coelho, destacou a maior proximidade entre os comandos

Comandantes do Corpo de Bombeiros do Amapá, Pará, Amazonas e Maranhão participaram nesta quinta-feira, 26, da reunião do Comitê de Proteção da Amazônia Legal (Copal). O encontro faz parte da programação do 13º Fórum dos Governadores da Amazônia Legal, que ocorre em Macapá.

O objetivo da reunião é discutir as políticas públicas voltadas à atuação das corporações nos Estados que compõe a região, abordando questões administrativas, operacionais e também nas atividades relacionadas ao trabalho da Defesa Civil em tragédias.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros do Amapá e coordenador da Defesa Civil Estadual, Vagner Coelho, destacou a importância da reunião como forma de buscar mais proximidade com os demais comandos e unificar as atividades mútuas entre os Estado.

“Entre as questões que estamos debatendo para apresentar aos governadores, está a mobilização de recursos entre os Estados, para que haja esse apoio mútuo entre os bombeiros. É uma questão que depende de articulações administrativas e também logística, diante da localização geográfica de cada estado”, explicou.

O comandante do Corpo de Bombeiros do Maranhão (MA), Roberto Araújo, representou a presidência do comitê. Ele frisou que é importante, principalmente, a relação entre o Corpo de Bombeiros e as secretarias de estado de Meio Ambiente.

“Atualmente, um dos maiores problemas da região amazônica são as queimadas. Dentro do corpo de bombeiros tem uma frente que atua no combate a incêndios, além da Defesa Civil. Mas, é necessário que sejam implantadas políticas públicas junto à estas secretarias para potencializar as ações preventivas”, explicou.

O comandante do Corpo de Bombeiros do Pará (PA), Zanelli Nascimento, disse que as deliberações discutidas no comitê podem ajudar os governadores a discutir planos de defesa, em especial aos estados, na área de fronteira.

“Quando essas questões são discutidas e legalizadas, quem ganha é a sociedade que muitas vezes são afetadas por desastres que podem ser naturais ou não. Dessa forma o comitê permite essa maior interação entre os comandos para melhor atuação nas ocorrências”, acrescentou.

Todas as propostas discutidas na reunião foram oficializadas em ata e serão apresentadas para os governadores que estão participando do fórum. A programação encerra na sexta-feira, 27.

O Fórum dos Governadores da Amazônia Legal tem como objetivo fortalecer a política de desenvolvimento sustentável, bem como ações voltadas para a remuneração por serviços ambientais, investimentos em educação, serviço social, saúde, energia, produção e propagação de conhecimento.

Os estados que compõem a Amazônia Legal são: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Tocantins, Maranhão, Roraima, Rondônia e Mato Grosso.