quinta, 28 de março de 2019 - 16:16h
Câmara de Comunicação Pública propõe criação de plataforma para integrar Amazônia Legal
Plataforma seria a Agência Amazônia para reunir informações sobre os nove estados; objetivo é que ela também atue a serviço do Consórcio Interestadual.
Por: Andreza Teixeira Colaboradores: Cássio Albuquerque
Foto: Marcelo Loureiro/Secom
Proposta de criação da Agência Amazônia será incluída na Ata da Câmara como sugestão aos governadores no segundo dia do Fórum

Um dos principais objetivos da Câmara Setorial de Comunicação Pública - que integra o 17° Fórum de Governadores da Amazônia, em Macapá -  é levar a cada cidadão informações sobre políticas públicas desenvolvidas pelos estados membros. Nesse sentindo, a Câmara propõe a criação da Agência Amazônia, uma plataforma digital que reunirá informações regionais. A proposta foi debatida nesta quinta-feira, 28, primeiro dia do Fórum, pelos secretários de Comunicação do Acre, Amapá, Pará, Roraima, Rondônia, Maranhão e Mato Grosso.

O secretário adjunto de Comunicação do Maranhão, Robson Paz, frisou que a iniciativa é fundamental para integrar os estados e garantir mais visibilidade à Amazônia Legal.

“Seria um portal alimentado pelas secretarias de Comunicação, no qual o usuário poderá visualizar um panorama do que está acontecendo no Amapá, Roraima ou Rondônia, por exemplo. O custo seria mínimo”, ressaltou. A proposta de criação da Agência Amazônia deve ser incluída na Ata da Câmara Setorial como sugestão aos governadores no segundo e último dia do Fórum, nesta sexta-feira, 29.

Para o secretário de Comunicação do Amapá, Gilberto Ubaiara, a proposta surge como uma política integrada a outras ações do 17º Fórum, a exemplo do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal - autarquia na modalidade de associação pública, com autonomia para captar recursos, promover investimentos e executar projetos de interesse comuns aos nove estados membros.

“Vamos colocar a proposta da Agência Amazônia a serviço do Consórcio Interestadual. Com os governadores aprovando, vamos operacionalizar todo o aparato necessário para a regulamentação”, pontuou Ubaiara.

Outro ponto de destaque foi a exposição sobre o tema “Gestão de Crise Transfronteiriça” ministrada pelo secretário de Comunicação de Roraima, Markinho Marques. Na apresentação, ele citou as medidas adotadas para lidar com os impactos midiáticos causados pela imigração de milhares de venezuelanos. Temas como Mídia Digital e Governança, também entraram na pauta da Câmara de Comunicação Pública, no 17º Fórum.

Fórum de Governadores

O Fórum de Governadores da Amazônia Legal foi criado em 2008 com o objetivo de levantar propostas comuns de desenvolvimento sustentável, que possam ser implementadas pelos nove estados que compõem a região: Amapá, Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Rondônia, Roraima, Pará e Tocantins.

São criadas Câmaras Setoriais para se discutir os temas e, ao final de cada encontro, os governadores elaboram uma carta contendo as principais demandas comuns a todos os estados, a fim de que as reivindicações sejam evidenciadas à sociedade civil e Poderes constituídos. No 17º Fórum, as Câmaras Setoriais abordam os seguintes temas: Comunicação Pública, Segurança Pública, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Consórcio Interestadual.

 

17º FÓRUM DE GOVERNADORES DA AMAZÔNIA LEGAL
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2019 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá